31 janeiro 2007

Wolf WR1 - Jody Scheckter (1977)

Esta miniatura é da marca Minichamps.
A passagem de Walter Wolf na Formula 1 é relativamente curta tendo início na década de 70. Walter Wolf era um canadiano de origem austríaca que fez fortuna no negócio do petróleo. A sua entrada na Formula 1 está ligada à equipa de Frank Williams que lutava com grandes dificuldades financeiras e Walter Wolf entra como patrocinador da equipa em 1975 ajudando-a a sobreviver, no final do ano comprou 60% da equipa. Em 1976 a equipa foi renomeada e passou a designar-se Wolf-Williams. Nesse ano foi contratado o engenheiro Harvey Postlethwaite e compraram os equipamentos da equipa Hesketh Racing quando esta encerrou a sua actividade na Formula 1. No entanto a temporada de 1976 foi um desastre completo sem resultados desportivos dignos de registo. Confrontado com os fracos resultados, Frank Williams resolve abandonar a equipa vendendo a sua parte a Walter Wolf. Em 1977 a equipa passou a ser a Walter Wolf Racing, contratou o piloto sul-africano Jody Schectker e o primeiro modelo da equipa foi o Wolf WR1 da autoria do engenheiro Harvey Postlethwaite. Foi o primeiro ano da equipa de Walter Wolf, sendo este também o ano em que teve melhores resultados. A equipa Walter Wolf Racing esteve em actividade até 1979. Em 1980 cessa a actividade na Formula 1 e é adquirida pela equipa brasileira Fittipaldi, cujo dono era o piloto brasileiro e ex-bicampeão mundial Emerson Fittipaldi.
A miniatura que apresento é o Wolf WR1, pilotado pelo Jody Scheckter, que venceu o GP de abertura do mundial de 1977, na Argentina. A miniatura está fantástica, é um dos belos carros de Formula 1, bem pormenorizado e muito bem decorado.

O campeonato de 1977, como já disse, começou com uma vitória de Jody Scheckter (Wolf) no GP da Argentina. A equipa Walter Wolf Racing alcançava um feito histórico ao vencer o primeiro GP em que participava. Assim Jody Scheckter entrava novamente para a história da Formula 1 quando já no ano anterior se tinha tornado no único piloto da Formula 1 a vencer um GP com um carro de seis rodas. O segundo classificado foi a esperança brasileira, José Carlos Pace (Brabham). Carlos Reutemann (argentino) ficou em terceiro lugar num Ferrari. Reutemann tinha sido contratado pela Ferrari na sequência do acidente de Niki Lauda (austríaco) no GP da Alemanha em 1976 e servia agora para pressionar o austríaco. As relações entre Enzo Ferrari e Niki Lauda estavam afectadas desde o seu abandono voluntário no último GP de 1976, renunciando assim ao título de pilotos que perderia para o inglês, James Hunt, da McLaren. Niki Lauda (Ferrari) não terminou a prova argentina. Carlos Reutemann venceu o GP seguinte, no Brasil, James Hunt (McLaren) ficou em segundo lugar e Niki Lauda em terceiro.

No GP da Africa do Sul, Niki Lauda volta a vencer um GP depois do terrível acidente que sofreu no Nurburgring em 1976. Jody Scheckter (Wolf) é segundo e Patrick Depailler (francês) é terceiro classificado no Tyrrell P34 de seis rodas.
A nota trágica deste GP foi o acidente que vitimou um piloto inglês, Tom Pryce, e um comissário de pista. O comissário de pista, na tentativa de socorrer um carro que se incendiava, atravessou a pista no momento em que iam a passar o March do alemão Hans Stuck e o Shadow de Tom Pryce que seguia no seu vácuo. Stuck (March) conseguiu desviar-se “in extremis” mas Pryce encoberto pelo March atingiu em cheio o comissário, que teve morte imediata. O extintor que o comissário transportava voou com o embate e esmagou o capacete do piloto, matando-o logo.

O campeonato era liderado, ao fim de 3 GP’s, por Sheckter com 15 pontos seguido dos pilotos da Ferrari, Lauda e Reutemann, ambos com 13 pontos. A Ferrari estava em primeiro lugar com 22 pontos seguida da Wolf com 15 pontos. De referir que nesta altura, para o campeonato de construtores apenas contavam os pontos da melhor classificação, isto é, a pontuação dos dois pilotos de uma equipa não somava para a classificação da equipa.
(continua)

O piloto do Wolf WR1 em 1977 foi: Jody Scheckter.
Vitórias: 3 (J. Scheckter: 3)
Pole-position: 0 (J. Schectker conseguiu uma pole-position neste ano mas com o Wolf WR2)
Melhor volta : 1 (J. Scheckter: 1, conseguiu outra melhor volta com o Wolf WR3)

3 comentários:

Romário Jr. disse...

Olá José António,
Referenciei este seu post no meu blog, ao falar sobre o GP Mônaco de 1977. http://f1review.wordpress.com/2007/05/25/revendo-gp-monaco-de-1977-o-vencedor-sobre-4-rodinhas/

Obrigado!

Romário Jr. disse...

Ok José,

Vai ser uma honra receber uma referência internacional.

Fleetmaster disse...

TEnho uma dessa que ganhei de um amaigo meu !

Abraços