06 setembro 2006

Alfa Romeo 158 - Giuseppe Farina (1950)

Esta miniatura pertence à colecção Grand Prix Mitos da Formula 1. Este modelo contém o seguinte erro: Guiseppe Farina nunca utilizou o número 4 em 1950.
O italiano Giuseppe Farina, conduzindo um Alfa Romeo 158, foi o primeiro campeão da história da Formula 1 em 1950. Nesse ano ainda não existia campeonato de construtores, que só viria a ser constituído em 1958, mas se já existisse a Alfa Romeo teria vencido. Tal foi o domínio da Alfa Romeo nesse ano que venceu 6 das 7 provas que faziam parte do campeonato do mundo de Formula 1. Só não venceu a famosa Indianapolis (que era uma prova realizada por pilotos americanos) mas que só entrava no campeonato da Formula 1 para que este se tornasse verdadeiramente mundial visto que esta era a única prova que se realizava fora da Europa. Esta prova viria a realizar-se até 1960. O primeiro Grande Prémio de Formula 1 que se realizaria fora da Europa foi o GP da Argentina em 1953.
Nesse ano de 1950 foram 6 os pilotos que utilizaram este modelo: Giuseppe Farina, Juan Manuel Fangio, Luigi Fagioli, Reg Parnell, Consalvo Sanesi e Piero Taruffi (estes últimos três pilotos apenas em uma prova cada um).
Vitórias: 6 (G. Farina: 3 - J. M. Fangio: 3)
Polé-position: 6 ( G. Farina: 2 - J. M. Fangio: 4)
Melhor volta : 6 (G. Farina: 3 - J. M. Fangio: 3)

2 comentários:

Anónimo disse...

Caro J. António
Os fabricantes de miniaturas vivem a dar problemas para os historiadores da F1.
O modelito #4 da foto jamais foi pilotado por Farina. Em 50, foi dirigido em Reims por Fagioli e em Silverstone por Reg Parnell. Aliás nessa corrida Parnell foi o responsável pelo estouro do motor da Maserati do campeão mundial de 49, segurando-o por 15 voltas.
Ao bem da verdade, vale a pena o amigo colocar no texto que as Alfettas foram pilotadas em 50, além dos 3 "cobras" citados, também por Parnell, Sanesi e Taruffi.
Um grande abraço e continue sua bela obra!
Charles DeSilva - São Paulo

José António disse...

Tem razão, Charles DeSilva. Vou tentar estar mais atento aos pormenores. Não sei se os outros 3 pilotos que refere são também pilotos oficiais ou independentes. A fonte escrita de onde retirei a informação apenas referia estes três pilotos oficiais no entanto pesquisando na net confirmo as suas informações.
Abraço
José Ferreira