15 maio 2007

Ferrari 250 LM - "J. Beurlys" - P. Dumay (1000 Km de Nurburgring de 1964)

Esta miniatura é da marca Box Models.
Há uns anos atrás, talvez 8 anos, encontrei numa das papelarias da cidade onde vivo, esta miniatura. Muito provavelmente estaria por lá numa prateleira há muitos mais anos. E como esta estavam lá mais duas miniaturas da Formula 1 que resolvi comprar para a minha colecção. Esta é a miniatura do Ferrari 250 LM. Na caixa menciona Nurburgring em 1964, possivelmente teria corrido lá nesse ano. E era a informação que tinha.
Como chegou a altura de fazer o post sobre este modelo, tive que fazer um pouco de investigação na internet para obter informações mais completas.
Assim a pesquisa sobre este modelo permitiu concluir que o Ferrari 250 LM foi apresentado em 1963 no Salão de Paris. O 250 LM tinha como base o 250 P, que foi o primeiro modelo da Ferrari que utilizava o motor colocado ao centro em vez de ser colocado na frente do carro. Havia várias diferenças entre o 250 P e 250 LM mas a mais visível era que o 250 LM tinha um tejadilho. No entanto o 250 LM só começou a ser produzido em 1964. O Ferrari 250 LM que foi apresentado em 1963 tinha um motor de 3 litros que tinha sido utilizado no GTO. O Ferrari 250 LM, quando começou a ser produzido, tinha um motor 3,3 litros, logo diferente do que foi apresentado mas por razões de homologação manteve-se a denominação 250 LM.
Na altura era necessário que se produzissem, no mínimo, 100 unidades para homologação na classe GT. Já anteriormente, a Ferrari tinha evitado a construção de 100 unidade do Ferrari 250 GTO argumentando que este era apenas 250 GT SWB redesenhado, o que na realidade não era. E agora em relação ao Ferrari 250 LM, a FIA negou a homologação para a classe GT, porque nunca acreditou que a Ferrari produzisse as 100 unidades necessárias do 250 LM para homologação. E como realmente aconteceu, a Ferrari continuou a desenvolver o 250 LM mas apenas fez cerca de 32 unidades do 250 LM. Desde modo, o Ferrari 250 LM teve correr na classe de Protótipos contra adversários mais sofisticados. Embora não tenha tido o sucesso de anteriores modelos da Ferrari, o 250 LM é detentor da última vitória da Ferrari nas 24 Horas de Le Mans, conseguida em 1965 (Jochen Rindt e Masten Gregory).
Actualmente, o Ferrari 250 LM é muito raro e valioso. Apesar de apenas terem sido construídas 32 unidades, é consensual que hoje em dia há mais Ferrari 250 LM do que aqueles que saíram originalmente da fábrica. Muitas réplicas foram construídas e a confusão que existe à volta deste modelo da Ferrari prende-se com o facto de os números originais de série terem sido utilizados nas réplicas. Esta informação encontra-se aqui.

A pesquisa sobre o Ferrari 250 LM, número 134 (Nurburgring 1964)confirmou que realmente participou nos 1000 Km de Nurburgring de 1964. Os pilotos foram o belga “Jean Beurlys” (o nome verdadeiro é Jean Blaton) e o francês Pierre Dumay. Partiram da nona posição da grelha mas abandonaram na nona volta com problemas na suspensão dianteira.
Através da informação encontrada na Internet, foi possível saber que Pierre Dumay e “Jean Beurlys” participavam no campeonato de Sport Protótipos. E que ambos têm várias participações nas míticas 24 Horas de Le Mans. Por exemplo, Pierre Dumay participou nos anos de 1960 (4º lugar), 1963 (4º lugar), 1964 (16º lugar com o Ferrari 250 LM), 1965 (2º lugar com o Ferrari 250 LM), 1966 (abandonou) e 1967 (abandonou). Enquanto que “Jean Beurlys” (Jean Blaton) tem uma vasta participação nas 24 Horas de Le Mans: 1958 (6º lugar), 1959 (3º lugar), 1960 (abandonou), 1962 (3º lugar), 1963 (2º lugar), 1964 (5º lugar), 1965 (3º lugar), 1966 (abandonou), 1967 (3º lugar), 1968 (abandonou), 1975 (6º lugar), 1976 (não se classificou), 1978 (abandonou) e 1979 (12º lugar). Apesar de nunca terem conseguido vencer as 24 Horas de Le Mans, os dois pilotos conseguiram alguns pódios na mítica prova.

2 comentários:

PGAV disse...

Belo Ferrari,

às vezes encontram-se reliquias e ninguém dá por elas...

Também já me aconteceu.

Abraço

Ron Groo disse...

Voce Quase acerta, mas não haviam Oselas em 83, no resto tá tudo certo.
Muito obrigado por ler meu blog, vou vir sempre ao seu...Certo.
E mais não perca hoje as 15 horas lá em meu blig a formula bus...
Ah e esta miniatura que você postou é linda, sabe onde encontro uma pra comprar?
Ron Groo