04 dezembro 2006

Fiat 124 Abarth - R. Pinto - A. Bernacchini (Rali de Portugal de 1974)

Esta miniatura pertence à colecção RallyCar Collection.
O Fiat 124 Sport Spider foi o modelo que serviu de base para a Abarth criar o Fiat 124 Abarth. Só depois de modificado e transformado é que o Fiat se tornou num carro verdadeiramente competitivo. A estreia nos ralis aconteceu em 1973.
Para o campeonato de 1974, a Fiat preparou uma equipa de maneira a que o título não lhe escapasse. No entanto o ano seria frustrante porque não só o título lhe fugiria, apesar dos meios envolvidos, como iria para uma marca do grupo Fiat, para a Lancia.

O campeonato de 1974, que deveria ter sido a confirmação do recém-criado Campeonato do Mundo de Ralis (em 1973), ficou condicionado pela recessão de 1974 e pela crise petrolífera. Em consequência disso vários ralis foram cancelados: Monte Carlo, Suécia, Alpes Austríacos, Acropolis, Nova Zelândia, Marrocos e Polónia. Assim a primeira prova só aconteceu em Março, o Rali de Portugal. E mesmo assim se nos situarmos na nossa história depressa compreendemos que por pouco também não se realizaria, é que em Abril aconteceu a revolução.
Esta miniatura do Fiat 124 Abarth é representativa do vencedor do Rali de Portugal de 1974, o italiano Raffaele Pinto. Esta seria a sua única vitória num rali pontuável para o campeonato do Mundo de Ralis. No Rali de Portugal, a Fiat mostrou toda a sua capacidade ao colocar três 124 Abarth nos três primeiros lugares: Pinto, Paganelli e Alén. No Safari, as marcas europeias sofreram uma derrota em toda a linha. O vencedor foi Joginder Singh conduzindo um carro japonês: o Mitsubishi Colt Lancer. No Rali dos Mil Lagos (Finlândia), Hannu Mikkola (Ford Escort RS 1600) vence, Timo Makkinen, também em Ford, fica em segundo lugar e Markku Alén dá o terceiro lugar à Fiat. Para o Rali de San Remo, em Itália, a Fiat preparou uma equipa com sete carros, no entanto a derrota não podia ter sido maior. Quatro dos sete carros desistem logo no primeiro troço. Apenas um termina a prova, Bisulli em segundo lugar, muito distante do vencedor, Sandro Munari com um Lancia Stratos.

A Lancia motivada pelo sucesso resolve participar nos dois ralis da América do Norte: o Rali Rideau Lakes (Canada) e o Rali Press Regardless (EUA). No Canada, Sandro Munari (Lancia Stratos) vence novamente, enquanto que nos EUA, ao superar o limite de velocidade num troço de ligação, S. Munari acabou o rali na esquadra. A vitória foi o Renault 17 Gordini de Thérier. Markku Alén (Fiat 124 Abarth) ficou em segundo lugar.
Nos dois últimos ralis do campeonato, a repetição da vitória de 1973 de T. Makinen e do Ford Escort RS 1600 no RAC; no Rali da Córsega, a vitória de Jean-Claude Andruet com o Lancia Stratos.
A Lancia vence o campeonato com 94 pontos (3 vitórias), a Fiat fica em segundo lugar com 69 pontos (1 vitória) e a Ford é terceira classificada com 54 pontos (2 vitórias).

1 comentário:

PGAV disse...

Grande Fiat 124 Abarth. Tinha um encomendado mas em versão estrada, da Vitesse, mas esgotou.

Excelente Miniatura mesmo em versão rally.

Parabens!

Pedro