25 julho 2007

Rondeau M379B - J. Rondeau - J.-P. Jaussaud (24 Horas de Le Mans de 1980)

Esta miniatura pertence à colecção 100 Anos de Desporto Automóvel.
O francês Jean Rondeau foi o único piloto a vencer as 24 Horas de Le Mans (1980) com um carro com o seu nome: o Rondeau M379B.
O Rondeau M379B de 1980, que era obviamente uma evolução do modelo do ano anterior (o M379), estava equipado com o motor Ford Cosworth. Em 1977, após vários anos a correr por outras equipas, Jean Rondeau decidiu criar e desenhar um protótipo para correr em Le Mans. Assim nasceu o Rondeau M378 para a edição de 1978 da mítica prova. Em 1979 correu com o Rondeau M379 e no ano seguinte atingiu o sucesso com o M379B ao vencer as 24 Horas de Le Mans.
À partida para a corrida de 1980, a equipa de Rondeau alinhou com 3 carros, um dos quais conseguiu fazer o melhor tempo dos treinos. A corrida teve inicio sob uma intensa chuva. Quando a chuva abrandou, o Porsche de Jackie Ickx e Joest chegou à liderança. Mas acabaria por ter alguns problemas que o relegaram para a segunda posição. Entretanto, o Rondeau M379B de Jean Ragnotti (francês) e Henri Pescarolo (francês), que tinha feito o melhor tempo nos treinos, acabou por abandonar com problemas no motor quando ocupava o terceiro lugar. Ickx consegue recuperar a liderança novamente mas um novo problema mecâncio, na caixa de velocidades, volta a colocar a dupla Ickx e Joest em segundo lugar.
Jean Rondeau e Jean-Pierre Jaussaud alcançaram assim a liderança, sempre seguidos por Jackie Yckx (Porsche), e levaram o Rondeau M379B até à vitória. Contudo nos útimos momentos da prova, a chuva voltou a aparecer. Ickx parou para mudar de pneus mas Jaussaud manteve os pneus slicks e por pouco não abandonava quando perdeu o controlo do Rondeau mas não bateu. A dupla Rondeau/Jaussaud vencia as 24 Horas de Le Mans resistindo sempre a Ickx que ficou em segundo. O terceiro lugar foi para o outro Rondeau M379B de Gordon Spice (inglês), Philipe e Jean-Michel Martin (belgas).
Para o ano de 1981, a equipa Rondeau alinhou com cinco carros, mas neste ano apenas conseguiram o segundo e o terceiro lugar. O infortúnio da equipa ainda foi maior porque um dos Rondeau teve um acidente que vitimou o piloto Jean-Louis Lafosse. Nos anos seguintes a equipa não voltou a ter o sucesso alcançado anteriormente. Em 1984, o próprio Jean Rondeau (nesta altura já a sua equipa tinha sido extinta) participou em Le Mans com um Porsche. No entanto os seus carros continuaram a participar na prova, com pilotos privados, até 1988.

Jean Rondeau nasceu em França a 13 de Maio de 1946. A sua carreira de piloto de automóveis está essencialmente ligada às 24 Horas de Le Mans. A sua carreira tem início em 1968 no Troféu Alpine. Após várias vitórias neste troféu e no Troféu Volante Schell, estreia-se nas 24 Horas de Le Mans de 1972 com um Chevron B21.
Durante os anos seguintes corre por várias marcas até que em 1975 decide construir o seu próprio chassis para correr em Le Mans. Assim, em associação com alguns amigos e com o patrocínio de um fabricante de papel, Jean Rondeau cria o Inaltera para participar em 1976 nas 24 Horas de Le Mans. O Inaltera dos franceses Jean-Pierre Beltoise e Henri Pescarolo termina em 8º lugar e é primeiro na Classe GTP. O Inaltera de Jean Rondeau é apenas 21º. Mas no ano seguinte Rondeau termina em 4º lugar e em primeiro da classe GTP. Foi também num Inaltera que a equipa feminina, Lella Lombardi (italiana) e Christine Beckers (belga,) conseguiu nesse ano terminar num excelente 11º lugar.
Em 1978, já com o Rondeau M378 termina em 9º lugar. Em 1979, Jean Rondeau não termina a prova mas um dos seus carros fica em 5º lugar. No ano seguinte, atinge a glória, o ponto máximo da sua carreira, com a vitória nas 24 Horas de Le Mans. Ainda é feito único na história de Le Mans a vitória de Jean Rondeau com um carro com o seu nome.
Em 1982, Jean Rondeau não termina mas dois dos seus carros estão presentes no pódio (segundo e terceiro lugar). Os dois anos seguintes em Le Mans são fracos, Jean Rondeau colecciona dois abandonos. Contudo alguns dos seus carros (em mãos de privados) conseguem terminar em posições modestas. No final do ano a equipa de Rondeau é extinta.
No ano de 1984, Jean Rondeau participa com um Porsche 956 e termina em segundo lugar. Em 1985, na sua última participação em Le Mans não vai além de um 17º lugar (Peugeot). Jean Rondeau morreu em 1985 quando o seu carro foi apanhado por um comboio numa passagem de nível.

Jean-Pierre Jaussaud nasceu a 3 de Junho de 1937, em França. Participou em Le Mans pela primeira vez em 1966, fazendo equipa com Henri Pescarolo num Matra. Foi Campeão de França em Formula 3 no ano de 1970. Ficou em segundo lugar no Campeonato da Europa de Formula 2 em 1972.
Em 1973 e 1975 conseguiu terminar em terceiro lugar nas 24 Horas de Le Mans num Matra-Simca e num Gulf-Ford, respectivamente. No ano de 74 registou um abandono.
Partilha pela primeira vez um carro, em Le Mans, com Jean Rondeau em 1976. Terminam em 21º lugar num Inaltera.
Jaussaud vence as 24 Horas de Le Mans, em 1978, num Renault-Alpine. Após o abandono em 1979, volta a vencer a mítica prova em 1980, fazendo equipa com Jean Rondeau. Nos três anos seguintes regista três abandonos. Nunca mais voltou a participar em Le Mans.
Participou em algumas edições do Paris-Dakar mas foi 1983 que consegue a sua melhor classificação: um terceiro lugar.

Sem comentários: