20 abril 2007

Aston Martin DBR1 - R. Salvadori - C. Shelby (24 Horas de Le Mans de 1959)

Esta miniatura pertence à colecção 100 Anos de Desporto Automóvel.
A história da Aston Martin tem início em 1913 quando Robert Bamford e Lionel Martin se associam para produzir carros de competição. Entretanto já só com Lionel Martin como único proprietário, a marca vence a prova de rampa em Aston. A partir daí nasce o nome Aston Martin. A fama internacional surge quando, em 1922, um ASton Martin bateu o recorde de resistência correndo 16 horas a uma média de 120 km/h.
Depois da Segunda Guerra Mundial, a Aston Martin entra em crise e foi comprada, em 1947, por David Brown, cujas inicias DB estavam presentes na série Aston Martin DB. O Aston Martin DB1 venceu as 24 Horas de Spa (1948); o DB2 venceu a categoria de três litros das 24 Horas de Le Mans (1950); o DB3 (1951) foi um fracasso e transformado no modelo DB3S. Em 1953 e 1954, o DB3S não conseguiu terminar as 24 Horas de Le Mans. Mas nos dois anos seguintes conseguiu ficar em segundo lugar, Peter Collins e Paul Frère em 1955, e Stirling Moss e Peter Collins em 1956. O DBR1 era muito semelhante ao DB3S e correram juntos em alguns anos nas 24 Horas de Le Mans. O Aston Martin DBR1 venceu as 24 Horas de Spa em 1957 mas desistiu em Le Mans. O DB3S voltou a ficar em segundo lugar em Le Mans no ano de 1958 enquanto que os três DBR1 voltaram a desistir. Mas em 1959, finalmente a glória, dois Aston Martin DBR1 conseguiram as duas primeiras posições nas 24 Horas de Le Mans, Roy Salvadori e Carroll Shelby em primeiro lugar e Maurice Trintignant e Paul Frère em segundo lugar. Actualmente, o DBR1 que venceu as 24 Horas de Le Mans de 1959 é o modelo mais cotado da Aston Martin. Esta é a miniatura do Aston Martin DBR1 que, em 1959, deu à marca a sua única vitória nas 24 Horas de Le Mans.

Roy Salvadori, filho de pais italianos, nasceu a 12 de Maio de 1922 em Inglaterra e Carroll Shelby nasceu a 12 de Janeiro de 1923 nos EUA. A carreira desportiva de ambos só começou quando terminou a Segunda Guerra Mundial, na qual os dois cumpriram o serviço militar. O feito de maior relevo que conseguiram foi, efectivamente, a vitória nas 24 Horas de Le Mans em 1959, dando à Aston Martin a única vitória nessa prova. Enquanto que Salvadori se estreou nas 24 Horas de Le Mans em 1953 e foi participando nas várias edições da prova até 1963, já Shelby apenas participou em dois anos: 1954 e 1959; registou uma desistência e uma vitória. Por sua vez, Salvadori conseguiu um terceiro lugar na edição de 1960 das 24 Horas de Le Mans, ainda com o Aston Martin DBR1. Em 1962, agora com um Jaguar, ficou em quatro lugar.
Os dois tiveram carreiras relativamente modestas na Formula 1. Salvadori participou em 46 GP e o melhor resultado que conseguiu foi um segundo lugar no GP da Alemanha em 1958 com um Cooper, tendo terminado o campeonato desse ano na quarta posição. Estreou-se na Formula 1 em 1952 no GP da Grã-Bretanha com um Ferrari. O seu último GP foi em 1962, na Africa do Sul, guiando um Lola. Shelby participou apenas em 8 GP. A sua estreia aconteceu no GP de França, em 1958, com um Maserati e o seu útimo GP foi no ano seguinte, em Itália, com um Aston Martin DBR4. O melhor resultado que conseguiu foi um quarto lugar no GP de Itália de 1958, com um Maserati 250F.
Actualmente, Roy Salvadori vive no Mónaco. Tem 84 anos. Carroll Shelby vive nos EUA e tem 84 anos.

1 comentário:

Bugatti disse...

Nice blog post! Thanks for intesting info! More Bugatti can be found at http://www.auto-portal.us/