27 junho 2008

Ferrari 126C2 - Patrick Tambay (1982)

Esta miniatura é da marca Brumm.
Hoje faço uma pausa na sequência das publicações sobre o Campeonato do Mundo de Ralis de 1998, que será retomado no próximo artigo.
A miniatura apresentada é o Ferrari 126C2 de 1982 e é a mais recente na minha colecção. Não é um modelo inédito na minha colecção mas também não é uma repetição das duas que já tinha.
Em 1982 a equipa da Ferrari começou o campeonato com uma dupla de pilotos e, infelizmente, foi forçada a terminar com uma dupla de pilotos diferente; os pilotos iniciais eram Gilles Villeneuve (canadiano) e Didier Pironi (francês). Villeneuve viria a falecer nos treinos para o GP da Bélgica sendo posteriormente substituído por Patrick Tambay (francês). Pironi ficou gravemente ferido num acidente no GP da Alemanha e foi substituído por Mário Andretti (norte americano). As anteriores miniaturas do Ferrari 126C2, já apresentadas, eram as versões de Gilles Villeneuve e de Didier Pironi. Neste momento com a aquisição do 126C2 de Tambay fica-me a faltar apenas o Ferrari de Andretti.
O Ferrari 126C2 foi da responsabilidade de Harvey Postlethwaite e do director técnico Mauro Forghieri. O motor era um 6 cilindros turbo com 1496 cc que debitava 580 cv de potência. A Ferrari obteve nesse ano 3 vitórias mas não conseguiu conquistar o título de pilotos devido aos infortúnios dos seus pilotos. No entanto venceu o campeonato de construtores.
A miniatura é o Ferrari 126C2 de Patrick Tambay na versão do GP de Itália de 1982 onde conseguiu o segundo lugar.

Patrick Tambay nasceu a 25 de Junho de 1949 em França. Fez recentemente 59 anos. Patrick Tambay pertenceu à geração de grandes pilotos franceses que surgiu no final da década de setenta. A sua carreira teve início em 1977 no GP da Inglaterra pela equipa Ensign. Nesse ano participa em 7 GP’s onde pontua em 3 deles. Foi o suficiente para conseguir um contrato com a McLaren. Em 1978 e 1979 corre pela McLaren mas esta era já uma equipa longe dos grandes momentos da primeira metade dos anos setenta. Apenas consegue algumas pontuações ao longo dos dois anos sem nunca atingir o pódio. Em 1980 não participa na Formula 1. Regressa em 1981 para fazer 6 provas com a Theodore, onde consegue pontuar uma vez, e faz 8 GP’s pela Ligier, sem conseguir terminar nenhum dos GP’s. Patrick Tambay fica sem contrato para 1982. A morte do seu grande amigo, Gilles Villeneuve, representou para Tambay o regresso à Formula 1 substituindo-o na Ferrari. No GP da Alemanha de 1982 Patrick Tambay consegue a sua primeira vitória na Formula 1. Ainda na Ferrari, Patrick Tambay consegue em 1983 o seu melhor ano na Formula 1. Mais uma vitória, vários pódios e 4 pole-positions. No final do campeonato fica em 4º lugar e ajuda a Ferrari a conquistar o título de construtores. Mas esperava-se mais de Tambay na Ferrari e sai. Tambay assina pela Renault, onde corre nos anos de 1984 e 1985. Tal como na McLaren, Tambay chega à Renault já numa altura em que a equipa se encontra em decadência. Nesses dois anos com a Renault o melhor que consegue é a pole-position e o segundo lugar no GP da França em 1984 e dois terceiros lugares em 1985. A Renault retira a equipa da Formula 1 no final de 1985 e Tambay assina pela Lola para 1986. Foi o último ano de Tambay na Formula 1 tendo pontuado apenas uma vez (5º lugar no GP da Áustria). Patrick Tambay participou em 114 GP’s, venceu apenas dois, obteve 5 pole-positions, duas melhores voltas, 11 pódios e 103 pontos. Patrick Tambay também esteve presente em algumas edições das 24 Horas de Le Mans.

Os pilotos do Ferrari 126C2 em 1982 foram: Gilles Villeneuve, Didier Pironi, Patrick Tambay e Mário Andretti.
Vitórias: 3 (D. Pironi: 2; P. Tambay: 1)
Pole-position: 3 (D. Pironi: 2; M. Andretti: 1)
Melhor volta : 2 (D. Pironi: 2)

5 comentários:

Romário Jr. disse...

Parabéns por essa mais bela aquisição, José.
Torço para que consiga completar essa quadra tão marcante na história da Ferrari.

(Espero trazer bons agouros como no Natal, hehehe)

[]'s!

De Gennaro Motors disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
De Gennaro Motors disse...

parabéns pelas miniaturas, sou muito fã deste Ferrari, adoro....

PGAV disse...

Olá José,

Estou finalmente de volta a este pequeno grande mundo que me lixa a carteira de vez em quando...LOL

Espero que estejas bem rapaz!

Eu finalmente estou operacional a nível de internet! As mudanças já acabaram, agora é mais arrumações que outra coisa! Voltei e bem aqui ao meu site, pois já lá estão mais duas beldades com umas curvas daquelas de sonho! LOL

Talvez para o fim desta semana ponha mais um aquisição, mas, ainda estou à espera de resposta! Mas, em breve pelo menos, terei mais umas 4... Depende de quando chegam!

Pelo que vejo o teu site cresce e cresce! Quantas miniaturas tens? Por curiosidade! Eu tenho cerca de 310 e às vezes já nem sei as que tenho, ate acho que me faltam algumas publicadas, mas tenho de ver bem!

Esses fórmulas 1 eram soberbos! Lembro-me de um que tive para comprar, apesar de não ser do meu tema. Era um lotus preto, com letras douradas com que o ayrton Senna correu. Tive quase quase para comprar! Tinha uma estética não igual, mas faz lembrar esse Ferrari, se bem que a frente é bem diferente!

Espero uma visita tua José!

Grande abraço!

Até breve!

claudio heliano disse...

Também sou apaixonado por miniaturas.Tenho modelos de carro de passeio e de F-1.As minhas são na escala 1:18.Tenho a do J.Villeneuve(williams) de 97, a do Schumacher(ferrari) 96 entre outras.
Um abraço.