25 outubro 2008

Subaru Impreza WRC - R. Burns - R. Reid (Rali da Nova Zelândia de 2001)

Esta miniatura pertence à colecção 100 Anos de Desporto Automóvel.
Para o campeonato de 2001, a Subaru manteve a sua dupla de pilotos do ano anterior: Juha Kankkunen (finalndês) e Richard Burns (inglês). Mas o carro era novo. O novo Subaru Impreza WRC estreou-se no Rali de Monte Carlo mas o resultado foi mau, Burns acabaria por desistir. No entanto, se a estreia do novo Subaru foi má, por outro lado o campeonato acabou por ser bastante positivo para Richard Burns que se sagraria campeão de 2001 com apenas uma vitória.
O Subaru Impreza WRC de 2001 dispunha de um motor de 4 cilindros, turbo, de 3390 cc que debitava 300 cv às 5500 rpm. O Subaru Impreza WRC estreou-se em 1997 com uma vitória no Rali de Monte Carlo. Deste então, a Subaru tem utilizado sempre o modelo Impreza WRC. Como é óbvio, o modelo foi evoluindo ao longo dos anos.
A miniatura que hoje apresento é o Subaru Impreza WRC de 2001, com o qual Richard Burns venceu o Rali da Nova Zelândia.

Continuação do Campeonato do Mundo de Ralis de 2001
No Rali da Nova Zelândia a táctica inicial dos principais candidatos à vitória era não ser o mais rápido. Parece estranho mas foi isso que aconteceu. Esta atitude tinha haver com a gravilha existente nos troços porque o piloto mais rápido na primeira etapa ia ser o primeiro a sair para a estrada na segunda etapa e assim limpá-la para os outros. O resultado desta opção deu à Hyunday (Kenneth Eriksson) a sua primeira liderança num rali. Mas na segunda etapa, Richard Burns assumiu a liderança de forma inequívoca: venceu seis dos oito troços. Na fase final do rali, Burns conseguiu aguentar a pressão de Colin McRae (escocês) no Ford Focus WRC e venceu a prova. Colin McRae, que ainda teve problemas mecânicos, fica em segundo lugar e Harri Rovampera (Peugeot) termina na terceira posição.
No Rali de San Remo, disputado em asfalto, assistiu-se à luta pela vitória entre os pilotos da Peugeot e da Citroen. Sendo este um rali para especialistas em asfalto, seria um deles que viria a vencer e não nenhum dos candidatos ao título. Os pilotos franceses, Gilles Panizzi e Didier Auriol, da Peugeot dominaram os acontecimentos mas os homens da Citroen não deixaram de fazer valer os seus argumentos. Contudo a equipa da Citroen ficaria algo limitada depois de Jesús Puras e Philippe Buglaski terem abandonado. Desse modo foi o terceiro piloto da Citroen, Sébastian Loeb (francês), quem ficou a lutar pela vitória com os dois pilotos da Peugeot. Loeb ofereceu uma dura luta mas Panizzi acabou por vencer um rali aonde é especialista. Loeb ficou num excelente segundo lugar tendo batido Auriol, que terminou na terceira posição.
(continua)

8 comentários:

Germano disse...

belo carro, melhor que o modelo atual...o WRX, mas meu subaru favorito é o Impreza 555 de 1995

JB disse...

Pessoalmente prefiro o de 1998 mas este não está nada mal.
Muito bom modelo por parte da altaya
JB
P.s os modelos desta coleecção são da IXO

JB disse...

NO p.s esqueci-me do ponto de interrogação

Andre disse...

Gostei do carro !

Abraços!

José António disse...

Obrigado pelos vossos comentários.

JB, não sei se esta colecção da Altaya era da IXO, é possível. Eu sei que as que se seguiram a esta faziam referência à IXO.

Cumprimentos

JB disse...

pois é o site da altaya francesa tambem não diz nada sobre isso mas mesmo assim os carros estão muito bons
JB

RM Style disse...

Estas miniaturas tem muita qualidade e longe vão os tempos em que para termos uma réplica destas tinhamos que esperar que o nosso bazar recebesse as novidades da Solido ou da Norev...que não tinham metade dos pormenores.
Estas colecções da Altaya são óptimos argumentos para aumentar a colecção...e eu também tenho esta (e não é Le Mans...)

Um abraço

Peter J disse...

Boas José António!
Realmente esta colecção passou-me ao lado, porque na altura ainda nem sabia que me iria tornar um coleccionador a sério...
Perdi muitos modelos que gostaria de ter na minha prateleira, mas por outro lado tento compensar isso com outras peças!
Bons posts e continuação de bom vício, quero dizer colecção!
Abraço