24 outubro 2007

Citroen Type H

Após alguns dias de ausência, regresso com uma miniatura que nada têm a haver com os dois temas principais (a F1 e os Ralis) do Quatro Rodinhas.
A miniatura de hoje é uma carrinha: a Citroen Type H. Pertence à colecção Carrinhas de Distribuição da qual apenas adquiri este que é o primeiro fascículo.
A Citroen Type H é caracterizada principalmente como sendo uma carrinha simples, prática e espaçosa (uma pessoa podia estar em pé dentro dela), que veio dar resposta a uma necessidade do mercado: servir os pequenos comerciantes e empresas de transporte. Com o tempo acabou por ser utilizada para muitas outras funções: ambulância, carro de polícia, bombeiros, venda ambulante, reboque, transporte escolar, etc.
A sua produção teve início em 1948 e manteve-se até finais de 1981! Foram construídas mais de 470 mil unidades. Era uma carrinha conhecida pela sua típica chapa ondulada, que lhe dava uma grande rigidez, tinha um motor de 4 cilindros em linha com 1911 cc e debitava 50 cv a 4.000 rpm. De tracção dianteira e apenas 3 mudanças. Como em tudo, ao longo dos anos foi sofrendo algumas alterações.
Esta miniatura da Citroen Type H fez-me recordar um pequeno episódio da minha infância. Lembro-me vagamente, devia ter os meus 9 a 11 anos, quando na minha localidade, em Mangualde, apareceu (provavelmente não era primeira vez que a Biblioteca itinerante lá ia mas foi numa dessas vezes que eu a encontrei) uma Biblioteca Itinerante da Fundação Caloust Gulbenkian, penso que a carrinha era uma Citroen destas. “Criadas pela Fundação Calouste Gulbenkian, as bibliotecas itinerantes nasceram da preocupação de fazer chegar a cultura aos meios mais desfavorecidos, sendo inaugurada em 1961 a primeira do género na Guarda. Mas 32 anos depois, a reestruturação dos serviços da Fundação fizeram com que se procedesse a uma redução drástica do número de bibliotecas. Na Guarda, as quatro viaturas que diariamente visitavam diversas localidades, desprovidas de bibliotecas fixas, pararam em Maio de 1994.” In http://www.freipedro.pt/tb/020596/cult5.htm
O meu pai levou-me à Biblioteca Itinerante e fiz-me sócio. Durante alguns anos a Biblioteca Itinerante visitava Mangualde algumas vezes por ano e eu lá ia escolher alguns livros, que na próxima visita deveriam ser entregues. Embora já não me lembre durante quanto tempo visitei Biblioteca Itinerante, lembro-me perfeitamente da minha primeira escolha: As 20 Mil Léguas Submarinas de Júlio Verne....

7 comentários:

Ricardo N. disse...

Oi obrigado pela visita ao «Golfinho Alegre». Vou adicionar o seu blog na minha lista, pode fazer o mesmo se quiser.

Boa Semana.

PGAV disse...

Caro José,

Excelente aquisição!

Esse modelo faz-me lembrar os tempos de infância, na rua em que vivia uma dessas carrinhas distribuia bolos no cafe em frente e ás vezes o homem dava-me um pastel de nata... LOL

Belos tempos...

Vou por mais um modelo hoje, que talvez irei trocar por outro igual mas em preto...

Abraço!

Pedro

Romário Jr. disse...

Como você consegue essas coisas? Aqui eu tenho que recortar e montar uma McLaren de papel :(

Parabéns pela sua coleção, está cada vez mais legal.

Fleetmaster disse...

Lindo carro ! Muito simpático a miniatura. Também li Julio Verme quando criança, mas não tive a sorte de escolher o livro em uma biblioteca simpática como este Citroen

César (: Just Smile :) disse...

Em Oliveira do Hospital ainda se vê por vezes uma carrinha igual a essa. Conheço o dono. Transformou-a em auto-caravana por dentro. por fora mantém-se igual

Unknown disse...

Parabéns pelo magnífico blogue;também eu fui um cliente das bibliotecas itinerantes,Citroën pois claro,e ver esta belíssima miniatura levou-me de volta à minha infância e a tempos muito bons que vale sempre a pena recordar;obrigado e continuação de bom trabalho.

José António disse...

Obrigado pela visita e pelo seu comentário.