10 setembro 2017

Ligier JS43 - Pedro Diniz (1996)



Esta miniatura é da marca Onyx.
O Ligier JS43 foi utilizado pela equipa francesa Ligier no campeonato de Formula 1 de 1996 e teve como responsáveis pelo seu desenvolvimento André de Cortanze (Director Técnico), Frank Dernie (Design) e Loic Bigeois (Aerodinâmica). O JS43 viria a ser o último modelo da carreira da Ligier na Formula 1 isto por que a equipa viria a ser adquirida por Alain Prost, antido piloto e ex-campeão da Formula 1. No ano seguinte desaparecia o nome Ligier e surgia uma nova equipa com o nome Prost.
O Ligier JS43 estava equipado com um motor Mugen Honda (que já vinha a ser utilizado desde o ano anterior), com uma transmissão semi-automática sequêncial de 6 velocidades. Os pneus eram da Goodyear e o combustível da Elf. A equipa de pilotos era formada pelo francês Olivier Panis (que já estava na equipa) e pelo brasileiro Pedro Diniz, que entrava na equipa vindo da equipa Forti.
Neste ano de 1996 o piloto francês Olivier Panis viria a dar uma última grande alegria a esta lendária equipa. Olivier Panis venceria o GP do Monáco desse ano sendo esta a última vitoria da Ligier na Formula 1; a anterior vitória da Ligier tinha acontecido no GP do Canadá em 1981 com o primeiro lugar de Jacques Laffite (francês). Assim e após 21 temporadas a Ligier encerrava a sua actividade na Formula 1 no final de 1996 com o seguinte palmarês: 326 GP’s, 9 vitórias, 9 pole-positions e 9 melhores voltas. A melhor classificação que conseguiu na Formula 1 foi o segundo lugar de construtores obtido em 1980 e Jacques Laffite, como piloto da Ligier, conseguiu por 3 vezes consecutivas ser o 4º melhor classificado em 1979, 1980 e 1981. 
A miniatura representa o Ligier JS43 do piloto Pedro Diniz no ano de 1996, que viria a terminar o campeonato na 15ª posição com 2 pontos graças a dois sextos lugares (no GP da Espanha e da Italia. Olivier Panis termina o campeonato na 9ª posição com 13 pontos tendo vencido o GP do Monaco. Esta vitória, que para além de ser a última da Ligier na Formula 1 como disse anteriormente, é também até hoje a última vitória de um piloto francês na Formula 1. A equipa Ligier termina a sua carreira na Formula 1 com o 6º lugar entre os construtores com 15 pontos. No campeonato de 1996 o piloto inglês Damon Hill (Williams) sagrou-se campeão e a Williams venceu o campeonato de construtores. A descrição do Campeonato do Mundo de Formula 1 de 1996 encontra-se aqui: I Parte; IIParte; III Parte e IV Parte.

Pedro Paulo Diniz nasceu a 22 de Maio de 1970 em São Paulo, Brasil. Depois de ter iniciado a sua carreira na Formula Ford brasileira, Pedro Diniz decide em 1991 passar para as formulas inglesas (Formula 2, Formula 3000).Contudo as performances não são muito brilhantes e nem nos anos seguintes consegue obter resultados dignos de registo. Mesmo assim consegue um contrato para guiar em 1995 pela equipa italiana Forti. Será a estreia da Forti e de Pedro Diniz na Formula 1. Nesse ano de estreia Pedro Diniz consegue como melhor resultado
um 7º lugar no último GP do ano, na Austrália. Em 1996 assina pela Ligier onde obtem os primeiro pontos da sua carreira (dois sextos lugares). Pedro Diniz passa os seguintes dois anos na Arrows onde regista como melhor resultado dois quintos lugares (um em 1997 e outro em 1998), de notar que em 1997 na Arrows tem como colega de equipa Damon Hill, o Campeão do Mundo de 1996. No final de 1998 passa para a Sauber onde fica durante duas temporadas mas os resultados não são melhores: no primeiro ano consegue 3 pontos graças a três sextos lugares e no ano seguinte (2000) não consegue obter nenhum ponto. E assim terminou a carreira na Formula 1 tendo obtido 10 pontos em 98 participações em GP’s. Posteriormente Pedro Diniz ainda se tornou sócio de Alain Prost na equipa Prost Grand Prix. No entanto pouco mais de um ano depois, em 2002, a Prost Grand Prix falia.

Os pilotos do Ligier JS43 em 1996 foram: Olivier Panis (#9) e Pedro Diniz (#10).
Vitórias: 1 (O. Panis:1)
Poe-Position: 0
Melhor volta: 0

Nota: O blog 4Rodinhas fez no passado dia 5 de Setembro onze anos de existência. A actividade do blog tem sido muito reduzida mas de vez em quando lá vai dando uns sinais de vida... como o de hoje. Um grande abraço a todos.

7 comentários:

Juanh disse...

José Antonio, primero felicitaciones por los 11 años del blog: ¡es de los más antiguos! Segundo, un placer leer nuevamente una entrada tuya. Y tercero, ¡que bello Ligier! Lástima que fue el último modelo de la firma francesa.
Bien por Onix.
Abrazo!

José António disse...

Juanh, obrigado pelo teu comentário. Ainda que com pouca actividade, vou tentando manter vivo este pequeno espaço. Em relação à Ligier, era uma das marcas mais antigas que já vinha dos anos setenta, que infelizmente acabou; ainda assim terminou a última época da sua carreira com uma vitória no mítico GP do Mónaco. Grande abraço.

Marcjan Minipassion - 1:43 disse...

Looks great, old fashioned Onyx are always welcome in collection. Regards,
Mark

José António disse...

Marcjann, thanks for visiting.
Yes i agree with you, even when we know that Onyx models sometimes suffer from some lack of quality. But when the price is right and we have a good eye to spot the defects we can find some precious models.

Pablo Marinig disse...

¡Once años , Maestro! Acá no importa la frecuencia sino el empeño de seguir .
Por supuesto , mis felicitaciones por el aniversario y por el modelo . Aparte de su buena presencia , la miniatura tiene agregado el valor de ser el último hito en la historia de Ligier.

Un abrazo!

José António disse...

Pablo Marinig, obrigado pela visita e comentário. É necessário manter a motivação no hobbie.
Sobre o modelo, realmente foi a último momento de glória na despedida da Ligier.
Abraço

Mar iano disse...

Muy lindo el modelo, tambien la documentacion y fotos reales.

Saludos!

https://retroautosenescala.blogspot.com.ar/